Webmail

* *

Agiotagem e Golpes
Denuncie: Agiotagem é crime!
Imagem de Agiotagem e Golpes

A agiotagem se caracteriza pelo empréstimo de dinheiro com cobrança de juros abusivos/extorsivos realizado por uma pessoa física e jurídica. Essa prática é ilegal no Brasil, segundo o artigo 171 da Constituição, e de acordo com o Banco Central, apenas as instituições financeiras estão autorizadas a operar no mercado, emprestando dinheiro mediante a cobrança de juros. A prática desta forma fácil de obter lucro, não é nova no Brasil, já da década de 30 foi sancionada a Lei da Usura, mas até hoje a agiotagem está presente no país e se mostra de várias maneiras. Em alguns casos o golpe é aplicado por telefone, em outros a vítima deposita na conta do golpista 20 ou 30% do valor de um carro inexistente. Portanto, não se deixe enganar. Nunca deva dinheiro a pessoas ou empresas; não faça novas dívidas para pagar outras; não se intimide com ameaças; negocie sempre e se lembre que agiotagem é crime. 

Orientações
 
A empresa fraudada dispõe de meios tecnológicos para identificar os golpistas. Se não tomar as devidas providencias pode ser responsabilizada e condenada. É importante que a vítima, por meio de carta com Aviso de Recebimento, informe o fato à empresa, cobrando o ressarcimento. Caso a empresa enrole, faça uma queixa ao Distrito Policial mais próximo. O Boletim de Ocorrência, o Aviso de Recebimento e demais provas vão respaldar uma possível ação indenizatória. Não perca tempo discutindo com funcionários. Mesmo que reconheçam seus direitos. Eles não têm autonomia para indenizá-lo (a).
  
 
Golpes virtuais: A moda do momento
 
Crimes como furto de veículos ou placas, celulares, extravio de documentos ou desaparecimento de pessoas podem ser registrados pela Internet, nos sites da Polícia Civil (www.policia-civi.sp.gov.br) e da Secretaria de Segurança Pública (segurança.sp.gov.br).  Ao fazer a denúncia, como medida de segurança contra o crime de falsa comunicação de crime ou contravenção (art. 340 do Código Penal), o site identifica o endereço IP do internauta, bem como seu provedor de acesso. Depois de registrar o Boletim Eletrônico de Ocorrência (BEO), o reclamante receberá, por e-mail, uma senha, para que possa imprimir seu BEO. Em caso de dúvidas, o telefone da Delegacia Eletrônica é o (11) 3311-3680.
 
Delegacia Eletrônica
 
Golpistas se aproveitam das facilidades da internet e usam contas de e-mail forjadas, com nomes ou domínios muito parecidos aos da empresa real. Por exemplo: suporte@empresa.nom.br, enquanto que o domínio verdadeiro seria empresa.com.br. Os textos dos e-mails fraudulentos geralmente têm erros gramaticais e de ortografia, mas tentam convencer o usuário de que se trata de um comunicado oficial e o conteúdo dessas mensagens é basicamente o mesmo: informam que o cliente precisa atualizar seus dados pessoais junto à instituição financeira.
 
Fonte: defendase@andif.com.br

Leia mais

Baixe Gratuitamente

Redes Sociais

Projeto: Mídia Consulte